Dez coisas que fazem de você vitimista

0

Muito antes da Grécia antiga, onde, no portal de Delfos, havia a máxima “Conhece-te a ti mesmo”, sábios de outras culturas já diziam que a chave para a felicidade é o autoconhecimento. Sim, porque não há como mudar uma situação sem termos consciência plena daquilo que somos e fazemos de nossas vidas. Para chegar a um lugar (a felicidade por exemplo) é preciso saber de onde partir. Assim funciona com o Waze ou o Uber. Sem saber onde estou, é impossível chegar onde quero.

Mas ter consciência de quem você é não basta para ir até onde quer. É preciso também ter controle de sua própria vida. E dominar sua existência não significa que as coisas vão acontecer como você deseja e planeja. Uma série de contratempos ou oportunidades surgem a todo momento. Controlar sua existência é manter-se firme a seus valores e projetos, ter flexibilidade quando necessário e não deixar que nada ou ninguém do exterior impeça sua trajetória. Obviamente, sem deixar de agir com ética e sabedoria.

O vitimista, e ninguém assume que é, ao contrário, segue sua vida, reclamando da existência e lamentando o quanto situações, deuses e pessoas transformam sua vida em um inferno. Veja 10 situações que podem tornar alguém pateticamente vitimista:

  1. Achar que o outro é responsável pela sua felicidade, tranquilidade ou reação emocional. Ninguém tem poder sobre isso, a menos que você dê. Todas as pessoas carregam sombras e luzes dentro delas e nem sempre agirão como você espera. Muitas vezes cometem erros. Você tem o direito, através do diálogo, de exigir reparações e estabelecer limites. Mas perder a compostura ou a paz interior é atribuir ao outro o domínio das suas emoções;
  2. Esquecer que existe a lei da causalidade. Tudo na vida tem causa. Muitas vezes o outro reage às nossas ações. O sábio é aquele que evita ao máximo uma contenda ou rompe esse vaivém de acusações ou más ações;
  3. Estabelecer um ideal de vida, baseado na existência do outro. Cada um de nós nasceu com propósitos distintos na vida. As Forças superiores garantem que cada um de nós nasça com um propósito lindo para a existência. Achar que a vida do outro é mais importante que a sua é uma ilusão;
  4. Acreditar que a vida lhe deu menos do que você precisa ou merece. Mesmo aqueles que nasceram em ambientes desfavoráveis podem construir uma existência luminosa. Como há milhões de casos no planeta de pessoas que, nascendo com inúmeras oportunidades, desperdiçam a vida e transformam a vida em uma tragédia;
  5. Acreditar em azar ou sorte;
  6. Esperar um salvador. Só você pode mudar o futuro;
  7. Não confiar em suas qualidades;
  8. Fugir de situações e pessoas. A vida continuará colocando as mesmas dificuldades, ou até piores, para que você se desenvolva como ser humano, como espírito. A única coisa que pode mudar é a paisagem ou o rosto das pessoas;
  9. Ficar se lamentando das escolhas erradas do passado. Você fez o que era melhor. Agora é hora de recomeçar;
  10. Ser pessimista. Tudo pode ser reconstruído: relações, patrimônios e até oportunidades. Dê a você e aos outros, possibilidades de recomeço.

Serviço:

CELV – Centro Espiritualista Luz e Vida

Giras abertas ao público:

Domingos: 10h00 às 12h00

Endereço: Estrada Baltazar Manoel, 745, Potuverá, Itapecerica da Serra – SP

 

Share.

About Author

O portal dos espiritualistas tem como missão abraçar todas as vertentes ligadas a fé, e espalhar de forma positiva o conhecimento espiritual. Aqui você encontrará uma gama de assuntos das mais diversas culturas e religiões, abrindo a sua mente para a iluminação e conhecimento.

Deixe seu comentário