caibalion

Hermetismo – O Caibalion

O Hermetismo

Não se sabe ao certo quando as tradições herméticas surgiram. Acredita-se que há milhares de anos, por meio de Hermes Trismegisto. Fato é que tais leis vieram a público no início do século XX em um livro, cuja autoria é desconhecida, de nome Caibalion.

Tamanha era a grandeza de Trimegisto que os egípcios acreditavam que ele era um deus e passou a ser conhecimento como Toth, senhor do conhecimento e da lógica organizada do universo. Após a conquista do Egito pelos gregos, ele foi associado ao deus grego Hermes, o pai da magia e mensageiro dos deuses. Dizem lendas que seus conhecimentos secretos foram reunidos em 78 lâminas, que mais tarde seriam conhecidas como tarô.

Segundo outras lendas, Hermes Trismegisto, o “três vezes grande” teria vivido na mesma época que Abraão, o grande patriarca dos judeus. Há quem diga que Abraão foi discípulo de Hermes, nos estudos dos conhecimentos místicos.

Sabemos pouco sobre as comunidades que praticavam a Filosofia Hermética, pois seus ensinamentos e segredos eram passados oralmente e entre ordens secretas.  Porém, é possível notar que alguns dos conceitos básicos nos ensinos esotéricos de diversos povos antigos como os persas, gregos, romanos, indianos foram baseados nos ensinamentos herméticos. Dessa forma, muitas informações sobre a astrologia, medicina, magia e alquimia são atribuídos ao hermetismo.

Ao todo existem 18 obras que são associadas aos conhecimentos herméticos. No entanto, os mais conhecidos são o Corpus Hermeticum e Tábua Esmeralda. Esses conhecimentos se mantiveram ocultados durante muitos milênios dentro das ordens secretas, até que em 1908, foi publicado o Caibalion.

O Caibalion

O Caibalion, foi escrito de forma anônima, pelos “ Os Três Iniciados”. Sua proposta era passar a essência dos ensinamentos de Hermes Trismegisto, da mesma forma como era ensinado nas escolas herméticas do Antigo Egito e da Grécia.  Caibalion vem da palavra hebraica Cabala, que significa “Tradição ou preceito manifestado por um ente de cima.” Esse livro apresenta os conceitos básicos do hermetismo para o mundo.

Dizem que esse livro nos ajuda a perceber leis e ações diárias, e quando são compreendidas e aplicadas dão sentido à vida.

Os principais ensinamentos no Caibalion, ficaram conhecidos como: as setes leis herméticas, que buscam explicar como o universo funciona.

As 7 leis herméticas e como aplicá-las 

Mais do que simplesmente explicar quais são os princípios herméticos, iremos nesse artigo mostrar como aplicá-los. Pois, como já dizia Cícero, há mais de 2.000 anos atrás, “Não basta adquirir sabedoria; é preciso, além disso, saber utilizá-la. “

Vale ressaltar que o hermetismo é uma filosofia e não uma religião.

1° – Mentalismo

“O Todo é Mente; o Universo é mental”.

Essa é a principal lei hermética, pois sem ela, nenhuma das outras existe. Esse princípio diz que o universo é mental e tudo que existe ou já existiu está dentro de uma grande mente de um ser superior que tem consciência de tudo e que gera  todo o universo, desde a moléculas até os oceanos.

“O todo é mente” significa que para que exista algo no mundo físico, primeiro ela precisa ser criada na mente. Em outras palavras, essa lei aplicada em sua vida, remete a organização e planejamento, pois tudo o que está em nosso cotidiano primeiro existiu uma ideia por trás. Sendo assim, devemos cuidar das nossas ideias e mente, porque elas criam sua realidade ao longo do tempo.

2° Correspondência

“O que está em cima é como o que está embaixo. O que está dentro é como o que está fora.”

Segundo esse princípio, existe uma correspondência entre as leis e os fenômenos nos diversos planos da existência e da vida. Nós (humanos) somos um microcosmo dentro de um macrocosmo (Universo). Tudo o que acontece no macro também acontece no micro, por exemplo, se entendermos o comportamento do sistema solar, conseguimos entender também como funciona as moléculas.  Sendo assim, ao aplicarmos esse princípio, percebemos que existem padrões na natureza e na vida. Dessa forma, é importante entender que somos parte de algo maior, e por mais que pareça ser uma parte pequena, elas podem refletir no todo. Como por exemplo, se tirarmos uma pequena peça de um relógio, ele provavelmente irá parar de funcionar.

3° – Vibração

“Nada está parado, tudo se move, tudo vibra.”

Fato comprovado pela ciência atual e que os estudiosos herméticos já sabiam. Tudo no universo é feito de energia e matéria, que nada  mais são vibrações diferentes. Nada está realmente parado, nosso corpo está em movimento a todo momento, fazendo nosso organismo funcionar, a terra gira em torno do sol, entre outros.

Existem vibrações mais baixas ou mais elevadas. Nos vibramos em uma frequência, nossas emoções em outra, as moléculas também. Logo, quando temos conhecimento desse princípio, conseguimos conhecer a nossas próprias vibrações, assim como as dos outros, o que nos permite entender qual frequência precisamos, qual devemos evitar. Para exemplificar: se você está com raiva, esse sentimento está emitindo uma frequência negativa, reconhecendo isso, podemos ter um controle maior.

4° Polaridade

“Tudo é duplo, tudo tem dois polos, tudo tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau. Os extremos se tocam. Todas as verdades são meias-verdades. Todos os paradoxos podem ser reconciliáveis.”

Quem nunca ouviu falar que amor e ódio são dois lados da mesma moeda? Pois é, o princípio da polaridade diz exatamente isso. Os opostos são apenas graus diferentes de uma mesma energia.

Segundo o hermetismo para combater vencer uma manifestação de raiva, por exemplo, é necessário combater com a mesma energia em outro grau, ou seja, combater com as vibrações de calma, o grau que melhor se adapta melhor a nós no momento. Dessa forma, é possível perceber que para aplicar esse princípio em nossas vidas, devemos buscar o equilíbrio entre esses polos e termos a noção de que temos o poder de fazer escolhas e de mudar nossos sentimentos nas situações.

5° – Ritmo

“Tudo tem fluxo e refluxo, tudo tem suas marés, tudo sobe e desce, o ritmo é a compensação”

Já percebeu que todo grande império da humanidade teve uma ascensão e queda? A lei do ritmo é sobre isso. Ela trata sobre a criação e destruição. Esse princípio trata principalmente sobre ciclos, em todas as coisas e nos estados mentais do homem.

Quando entendermos o ritmo das coisas e como se manifesta, conseguimos buscar o equilíbrio. Imagine, que você está em um ritmo de raiva e felicidade, quanto mais atento estiver dessas oscilações e ritmo, menos dependente você ficará das oscilações e conseguirá não se deixar ir para o lado da raiva tão facilmente.

6° – Causa e efeito

“Toda causa tem seu efeito, todo o efeito tem sua causa, existem muitos planos de causalidade, mas nenhum escapa à Lei”

Já te falaram “ toda ação tem uma reação”? Se sim, os antigos hermetistas já sabiam há muito tempo e foi comprovado por Isaac Newton. De acordo, com esse princípio nada acontece sem razão, não existe acaso. Tudo está dentro da lei do universo. A pessoa que entender esse princípio enxerga que nosso presente e nosso futuro, foi criado por nossas ações no passado. E partir, do momento que você se apodera desse fato, pode se mudar o futuro com ações no presente e deixar de ficar a merca da causalidade e ter um controle maior sobre sua vida.

7° –  Gênero

“O Gênero está em tudo: tudo tem seus princípios Masculino e Feminino, o gênero se manifesta em todos os planos de criação”

Antes de mais nada, o princípio de Masculino e Feminino, nada tem a ver com ser homem, mulher ou com sexualidade. Gênero, vem da palavra genus, que significa, possibilidade de mudanças ou de criação. O masculino é uma energia penetrante e o feminino uma energia receptiva que se manifesta em todos os planos, físicos, espirituais e mentais, dessa maneira, tudo o que foi criado possui os gêneros dentro de si. Tudo irá fazer mais sentido quando aceitarmos isso, por vezes estamos concentramos em apenas um aspecto e isso é prejudicial para nós, nada existe sem os dois lados. Quando dominamos essa lei, tendemos a ser mais criativos, equilibrados, completos.

Por Giu Soeiro

Gostou? Assista nosso vídeo sobre o Caibalion no Youtube

Leia também Bruxaria Solitária. 

 

 

Tags Related
You may also like
Comments