Lourdes, muito além da fé católica

0

Faz um tempo que a França busca se posicionar como um destino espiritual e não necessariamente religioso.

Embora haja peregrinação de kardecistas a Lyon e Paris-mais especificamente no Père Lachaise onde estão os restos de Allan Kardec-, visitas a sinagogas e monumentos judeus e visitas às inúmeras mesquitas,  os pontos turísticos católicos são muito mais numerosos e também emblemáticos.

Há o Monte Saint Michel, Chartres, Ars, Lisieux-centro de peregrinação para Santa Teresinha, Roncamadour, Saintes Maries de la Mer- que vale um post por si só- e principalmente Lourdes.

Você não precisa ser mariano e muito menos católico para sentir algo muito diferente em Lourdes. São quase 5 milhões de turistas, a maioria gente em busca de cura e milagres, que visitam o lugar onde em 1858, Bernadette Soubiroux viu a Nossa Senhora que a conduziu para a fonte da Frotte de Massabielle. As águas, consideradas milagrosas, curaram muitos peregrinos. Dizem as boas línguas que mais de 8 mil milagres já foram contabilizados pelo Vaticano, que beatificou Bernadette em 1933.

O melhor período é entre abril e outubro. A procissão de velas, um evento belíssimo. Muitos franceses optam ser voluntários durante suas férias para acolher os turistas doentes e empurrar macas e cadeiras de rodas para os lugares mais sagrados do Santuário.

Eu mesmo fiquei muito tocado com a quantidade de orações, cantos e respeito no local. A região, a sudoeste da França, próxima a Toulouse e Pau, oferece também, como ponto turístico o Pic du Jer, um monte com 95 metros de altura.

Se estiver na França e puder dar uma passada, não se arrependerá.

 

 

 

Share.

About Author

Deixe seu comentário