Marcos Leão psicografou o livro Você com Você, ditado pelo espírito Calunga

Marcos Leão: palavras sobre a pandemia

 

Convidamos o Instituto Robson Pinheiro para participar da corrente Espiritualistas contra o coronavírus. O autor e vice presidente da Ordem dos Guardiões da Humanidade, Marcos Leão, separou um trecho do livro Você com Você, ditado pelo espírito Calunga, para transmitir a mensagem para esse momento de pandemia.

Confira o trecho do livro:

Você, que está se sentindo um peixe fora d’água, que pensa que este mundo está de ponta-cabeça e que, de uma hora pra outra, tudo vai acabar. Calma! Fique tranquilo; nada vai acabar não! Estamos passando por uma arrumação… Sabe como é: pra arrumar tem que bagunçar, tirar tudo do lugar, limpar a poeira, arrastar coisas e, depois de verificar o que vale a pena guardar e o que não vale, pôr tudo no devido lugar – algumas vezes, em lugar novo.

Entendeu? Não? Vou tentar explicar. Vá até sua garagem e abra a porta. O que você vê? Xi!… Um amontoado de coisas, ferramentas e pneus velhos, latas vazias, garrafas de cerveja e refrigerante vazias; ou seja, um monte de bugiganga. Então, pergunto: Essa é a garagem que você quer? Responda… É claro que não!

Essa bagunça onde nada tem seu lugar é o local ideal para você? Duvido.

Para que essa garagem possa cumprir o objetivo de proteger seu carro com eficiência e, além disso, ser um local onde suas ferramentas e tudo o mais possa ser armazenado, o que você tem que fazer? Arrumar, não é mesmo?

Por onde começar? Vou ajudar. Que acha de retirar tudo aquilo que você não usa mais e, portanto, não aproveita e não é necessário? Em seguida, abra gavetas, malas, caixas e tudo que eventualmente esteja fechado, examinando o que está dentro de cada uma. Tira daqui, afasta ali, empurra daqui, e vamos em frente. Vassoura, pano e balde com água e sabão em mãos. Essa combinação é perfeita, quando se quer limpar alguma coisa.

Uma pintura nova, talvez?

Se porventura a esposa ou os filhos passarem pela garagem, provavelmente dirão:

– Pai, por acaso ficou doido? Olha só que bagunça está fazendo!

E você vai responder, sem pestanejar:

– Que bagunça nada! Estou é arrumando a garagem. Vocês verão como ela ficará bonita e ajeitada. Assim, terei mais condições de trabalhar nas minhas coisas e ainda sobrará mais espaço para o carro. Talvez torçam o nariz e saiam cochichando algo do tipo: “Duvido! Quero ver só”, incrédulos diante daquilo que acreditam ser loucura. Porém, você não desanima e, ao final de um domingo produtivo, termina, satisfeito, a arrumação. Sua garagem parece outra: maior, mais arejada e com visual organizado.

Pois é, meu amigo. Semelhante arrumação está em pleno andamento em nossa casa planetária. Aquilo que nos parece uma bagunça generalizada é um projeto de faxina mundial. Nossa casa está sendo posta em ordem pelo divino proprietário, que é Deus. Quanto a nós, inquilinos, cabe nos unir a fim de ajudar nessa organização geral, uma vez que o desejo do dono é que esse lar seja motivo de alegria e satisfação para aqueles que morarem aqui.

Entendeu, agora? O problema é que olhamos tudo sob uma ótica estreita e extremamente personalista, achando que a sujeira e a bagunça não vêm do nosso lixo. “Com certeza, foi o fulano, aquele irresponsável”, pensamos, muitas vezes. Engano! Pra ser sincero, nós contribuímos sim, e muito. Nossa simples atitude de nos manter distantes da limpeza já colabora com a sujeira; quando nos julgamos dispensados de participar do movimento divino, criamos outro monte de lixo.

Sem falar no imediatismo, é claro. Sim, porque nós queremos tudo pronto a tempo e a hora. Porém, quem mais exige é justamente quem se recusa com maior veemência a botar a mão na massa. Não é engraçado?

Aí só pode nascer, evidentemente, o sentimento de que tudo está perdido, de que a bagunça não tem fim nem solução. Nada mais natural a se esperar daquele que não se encaixa na proposta, que não se apresenta para colaborar. Só pode brotar esse tipo de sentimento, mesmo. O pior é que o número daqueles que se julgam à parte e que não topam participar é bastante grande.

Ora bolas, até quando Sua Alteza vai se manter sentado no trono da prepotência e vaidade?

Se a garagem está suja, permanecerá suja e será motivo de dificuldades até que você vá lá limpar. Por que cada um deve limpar a própria garagem? Porque quem acumulou coisa que não presta e deixou a sujeira tomar conta foi… adivinhe só… Portanto, assuma suas responsabilidades, a parte que lhe compete e ajude a pôr tudo em ordem. Afinal, o Criador já está fazendo a sua parte.

Segundo Jesus, ele e o Pai trabalham sem cessar.

Este momento singular por que passa o planeta, em que se vê ampla transformação, é o reflexo da dinâmica inerente à vida. Para quem tem olhos de ver, é oportunidade única de se tornar parceiro de Deus e de seus agentes de progresso e renovação.

Amanhã, quando nossa casa Terra estiver com tudo no lugar, alguém pode até questionar:

– Quem fez isso tudo? Que beleza!

Ao que responderemos mais ou menos assim:

– Mas que pergunta! É óbvio que fomos o Pai e eu.

1 Cf. Jo 5:17.

Texto retirado do livro Você com você, editado pela Casa dos Espíritos Editora, ditado pelo Espírito Calunga Psicografia do médium e hipnólogo Clínico Marcos Leão

 


Ricardo Hida é astrólogo, tarólogo e babalorixá. Autor do livro Guia para quem tem Guias – Desmistificando a Umbanda. Apresentador do programa “Encontro Astral” na rádio Vibe Mundial, 95,7 FM.

Tags Related
You may also like
Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *