background img
banner
o imperador filósofo

Meditações de um imperador

Não faltam livros atuais tratando de liderança.  Muitos são cópias baratas de tratados antigos. Estuda-se muito Maquiavel e Sun Tzu, mas houve outros grandes líderes que produziram obras que se mantêm relevantes e atuais até hoje.  É o caso d´O Ramayana e as Meditações de Marco Aurélio.

Este último foi um grande imperador romano, filósofo cujo pensamento foi fortemente impactado pelo estoicismo. Esqueça o que você viu no cinema e nas estórias do Asterix. O Império Romano foi uma referência muito além da imagem sangrenta e guerreira que guardamos na memória.  A capital, Roma, tinha, no seu auge, 5 milhões de habitantes e um sistema admirável de tratamento de esgoto. Doenças como a sífilis já haviam sido erradicadas e só voltaram a atormentar a Humanidade na Idade Média, o que mostra bem como o saber do homem pode retroceder, ao contrário do que muitos pensam.

A obra literária de Marco Aurélio disponível em diversas edições traz reflexões do líder sobre ética, valores, liderança, política e espiritualidade. Trata-se de um diário para si próprio em que o romano valoriza o autocontrole, a disciplina e a compaixão. Combate a todo custo a vaidade e a soberba.

Veio em um momento em que o Império Romano já estava em declínio. Muito por conta do fanatismo religioso, da corrupção no universo político e no total desprezo da sociedade por valores nobres. Nada muito diferente do que vivemos hoje, o que faz do livro leitura obrigatória.

Tags Related
You may also like
Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *