O que são neodruidismo e neopaganismo?

Os druidas nos tempos atuais

Novos movimentos espiritualistas resgatam tradições milenares

por Giu Soeiro

 

Quando falamos de druidas, rapidamente nos lembramos, de povos místicos que viviam no meio de bosque e florestas. Essa ideia foi reforçada pelo cinema, como, por exemplo, na saga Asterix e Obelix, com seu mago Panoramix, e pelos jogos de RPG, sendo o mais famoso, Dungeons & Dragons, em que os druidas são uma classe de sacerdotes com o intuito de proteger a natureza. Mas, talvez o mais famoso dos druidas, é o Poderoso Mago Merlín e suas histórias com o Rei Arthur. Provavelmente os druidistas reais não eram assim, porém, um dos desafios em se falar desse povo é por conta de que suas tradições eram passadas oralmente e com o passar dos séculos foi se perdendo.

Druida significa “sábio do carvalho” ou “aquele que tem o conhecimento do carvalho”. E esse conhecimento através do estudo da história e arqueologia, busca resgatar as tradições e os costumes célticos antigos e se adaptar aos tempos atuais. Essa prática é conhecida hoje como neodruidismo ou neopaganismo, e está em grande ascensão no mundo moderno.

Afinal, de onde eles vieram?

De origem celta, esse termo é usado para identificar um povo que viveu seu auge no século IV A.C, ocupando principalmente, a região da Gália (atual França), Portugal, Espanha, Irlanda, Escócia, Gales, e uma parte da Coronária (região da atual Inglaterra).

Durante a conquista da Gália pelos romanos, liderados por Júlio César em 58 A.C. O povo celta foi perdendo população, território e por fim esvaecendo sua cultura e tradição.

Quem eram?

Na sociedade celta, tinham um papel importante de força e liderança, eram guerreiros poderosos e conselheiros das tribos. Podiam ser legisladores, curandeiros, clérigos, advogados e médicos, pois na visão céltica, tudo está conectado, desde a relação com os deuses até a harmonia da sociedade.

No que acreditavam no passado?

No passado, o druidismo era uma religião politeísta, ou seja, não existe a crença em uma divindade única. A filosofia do druidismo é fundamentada no amor, na natureza e na sabedoria. O mundo físico e espiritual eram o mesmo. Acreditavam na vida cíclica e na reencarnação, pois a vida é uma sucessão de experiências e descobertas. Procuravam o equilíbrio com a natureza e os seres vivos, cultivavam a música e a poesia. Acreditavam fortemente que os elementos (água, terra, fogo e ar) eram formas de energia e a partir deles todas as outras coisas se originavam. Por acreditarem nisso, as pedras eram importantíssima, o que faziam que levantam as rochas para marcar os locais sagrados.

Como ressurgiu? E no que acreditam hoje?

O renascimento do druidismo moderno ou neodruidismo é bastante controverso, não há um concesso de sua origem entre os historiadores. O que se sabe é que ele ressurgiu por volta do século XVII , com sociedades secretas na Europa, através de alquimistas e poetas galeses interessados em resgatar os antigos ensinamentos dos druidas pré-cristãos. Para alguns historiadores, o druidismo moderno foi consolidado na Inglaterra, com a criação da “Druid Order”, pelo irlandês John Taland.

No século XVIII, iniciou “Ancient Order of Druids”, e as tradições célticas sofreram influências cristãs e maçônicas. Porém, tudo isso foi por água abaixo, em 1964, com a criação da “Order of Bards, Ovates and Druids”, que segundo seus representantes não é uma religião, mas, sim a expressão da espiritualidade conectada com o culto da natureza e as tradições orais célticas. A ordem possui membros em diversos países e oferece treinamentos e reuniões periódicas para quem quiser participar.

No mundo existem diversos grupos espalhados, os principais são: “a Ordem dos Bardos, Ovates e Druidas” , “ Celtic Druid Alliance” , a British Druid Order “e a Ár nDraíocht Féin”, No Brasil: “O Conselho Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Céltico”.

Os druidas no presente em consoante com o passado, acreditam que tudo é energia, nós somos criadores e transformadores do nosso destino. Procuram retomar a vida em comunidade e a relação harmônica entre os homens a natureza. Além da convicção de que adquirir conhecimento é essencial para a compreender a nossa existência e curar assim nossa alma e o mundo em que vivemos. Portanto, o principal objetivo do neodruidismo é tentar transformar o mundo em um lugar mais equilibrado.

Tags Related
You may also like
Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *