prosperidade dinâmica

Prosperidade: como ter algo que você não sabe o que é

 

Está circulando já faz um tempo pelas redes sociais um trabalho de meditação muito interessante sobre abundância e prosperidade baseado nos ensinamentos de Deepak Chopra, autor de muitos best sellers, entre eles “As 7 leis do sucesso”.

Eu realmente acredito que os ensinamentos funcionam por duas razões: ele mesmo ficou rico e, deixando a ironia de lado, vi um monte de gente que destravou muita coisa na vida depois de botar os ensinamentos na prática.

Muitos autores já escreveram sobre o assunto, entre eles Catherine Ponder, Napoleon Hill, Lourenço Prado e Luiz Antonio Gasparetto.

Muitas de seus leitores tiveram sucesso. Mas a grande maioria, não. E fica a pergunta. Por quê?

Passei os últimos anos estudando as obras deles e observando por que muitas pessoas não tiveram os resultados esperados e porque essas obras viraram, para alguns, motivo de desdém, decepção e deboche

Ora, a primeira e mais importante razão é que as pessoas não sabem ao certo o que é prosperidade. Você sabe?

Depois de estudar muitos autores e ouvir muita gente próspera, consegui chegar a um consenso: prosperidade é ter a possibilidade de materializar seus sonhos, realizando-se intimamente e transformando o mundo para melhor.

Ou seja, uma pessoa próspera está muito longe de ser apenas aquela que tem muito dinheiro. Até porque muitas delas não tem saúde, nem famílias felizes. São indivíduos que vivem com medo de serem pegos- se o dinheiro veio através de roubo e enganos- e não se sentem realizados, tentando encontrar sentido, inclusive, nos vícios.

Veja que interessante: muita gente que não tem muito dinheiro na conta corrente, trabalha até 14 horas por dia em um escritório rezando para chegar a sexta-feira à noite para o… happy hour. Preste atenção: a única hora feliz do indivíduo é 18h da sexta-feira. Todos os outros dias são o quê? Horas infelizes?

Obviamente toda realização exige trabalho, esforço, dedicação e até certo grau de tensão. É como ter um corpo musculoso. Qualquer pessoa próspera enfrenta isso com disposição, mas encontra sentido, felicidade e realização no seu trabalho. Quem não tem isso pode ser rico, mas nunca próspero.

Um indivíduo próspero é aquele que é saudável, que dorme todos os dias feliz, e sabe que cada dia vivido valeu a pena e que sua vida tem um sentido maior.

Para muita gente prosperidade é ter abundância de bens materiais. Ouvi de uma pessoa que prosperidade é ter 10 carros de luxo e um armário recheado de bolsas caras e roupas de grife.

Uma pessoa próspera usa do dinheiro para aquilo que lhe faz bem. Pode não ser carro, mas viajar o mundo. Pode não ter um guarda roupa chique (Steve Jobs, dono da Apple usava sempre jeans e camiseta, assim como Mark Zuckenberg, dono do Facebook) mas uma biblioteca invejável ou a possibilidade de fazer uma viagem espacial. Até porque nada mais fora de moda que desperdiçar recursos do planeta. Você pode comprar, sim, o que existe de mais caro e melhor por conta da qualidade e da durabilidade, mas não precisa comprar coisas em excesso que você nunca vai usar, só para ostentar.

Prosperidade é gastar o dinheiro com o que te faz feliz, não com o que os outros dizem que é símbolo de sucesso. Aliás ter sucesso para ter aplauso dos outros é muito jeca e pobre!

A maior parte das pessoas bem sucedidas perdem dinheiro- recuperando rapidamente, mas não perdem o entusiasmo e a vontade de criar. O desejo delas é materializar sonhos e projetos pessoais.

Pessoas prósperas seguem o caminho delas, não aquele que a sociedade e a família disseram que era preciso seguir. Você olha para elas e percebe brilho, carisma e força. Mas sobretudo, liberdade.

As pessoas também acreditam que prosperidade é não ter de trabalhar. Nada mais errado. Você não precisa ser escravo do trabalho, mas suas potencialidades devem ser desenvolvidas durante a vida. Não raro pessoas que ganharam na loteria, na MegaSena e no Big Brother perderam milhões pouco tempo depois do prêmio. As Forças Universais não gostam da inércia, das coisas paradas. Tudo que fica parado atrofia, perde a forma, a beleza. Veja uma casa parada,  um corpo negligenciado, uma roupa guardada muito tempo. Eles se deterioram.

Pessoas também acreditam que depois de meditação, leitura ou a repetição de mantras a prosperidade chega do nada. Deus nunca faz nada para você,  Ele faz através de você. Por isso, preste atenção quando fizer os exercícios pedindo prosperidade. É preciso no dia a dia, criar estradas, caminhos e portas para a prosperidade entrar. Trabalhando, estudando. As chances se multiplicam quanto mais oportunidades você buscar.

Por fim, é preciso lembrar que prosperidade é conexão com Deus. Com as Forças Superiores. Ninguém consegue ser próspero desconectado da Fonte Maior. E essa conexão não é jejum, nem oração pedindo. É gratidão e ação. Você é expressão da Divindade.

Você realmente acredita que o Criador, que é Tudo, precisa do nosso louvor ou de sacrifício? Quem precisa de bajulação é gente cm baixa auto-estima. Aja com honestidade, gratidão e amor. Respeite toda a criação e seja grata pela sua  vida. O canal da prosperidade fica travado se você age contra o teu próximo, porque ele também é a Expressão Divina, outro filho de Deus. Atacando o outro, você ataca a Força Maior que é quem  pode te dar tudo.

 


Ricardo Hida é astrólogo, tarólogo e babalorixá. Autor do livro Guia para quem tem Guias – Desmistificando a Umbanda. Apresentador do programa “Encontro Astral” na rádio Vibe Mundial, 95,7 FM.

 

 

Tags Related
You may also like
Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *