mabon

Tudo sobre o Sabbat Mabon

Os Sabbats são originários do paganismo antigo, mais precisamente dos celtas. São datas importantes para os praticantes da Wicca e apesar de estarem cercados de estigmas e preconceitos, causados por filmes, séries e religião, são acima de tudo momentos para celebrar a natureza e a vida. No dia 21 de março entramos no Sabbat Mabon, conhecido como Festival da Segunda Colheita.

Em entrevista ao Portal dos Espiritualistas, Flávio Lopes, Sacerdote Wicca e autor de diversos livros de sucesso sobre bruxaria solitária, nos conta detalhes sobre Mabon e seus rituais.

O que é?

Com a chegada de março, temos a mudança de estação. O Sabbat Mabon representa o equinócio de outono, e nesse período acontece o momento que o sol e o planeta estão alinhados. Dessa forma permitindo que a duração do dia e da noite sejam iguais.

É o momento da segunda, e última colheita do ano, no qual tudo o que foi plantado durante o ano, será recolhido. “Indica um período em que a natureza nos presenteia com a sua abundância através do amadurecimento dos frutos.” comenta o bruxo, enfatizando que, ao mesmo tempo que celebramos a Terra como nutridora e sustentadora da vida, é também um momento de nos despedirmos do Sol, que a partir de agora começa a se pôr cada mais cedo.

Rituais e Significado na Wicca

O sacerdote explica que os rituais da Wicca buscam sua inspiração na natureza.  Do mesmo modo, servem para nos conectar aos ciclos do mundo natural, podendo utilizar de metáforas dos ciclos do Sol e da vegetação para revelar processos interiores. “Como um equinócio, Mabon é um tempo de equilíbrio entre a luz a escuridão, mas que anuncia que as noites começarão a se tornar mais longas que o dia, representando um período do ano de mais introspecção.”

Durante essa época devemos honrar a sabedoria que é conquistada com o tempo. Por certo valorizando os membros mais velhos, professores e conselheiros. “Somos chamados a fazer uma revisão de tudo aquilo que aconteceu ao longo do último ano e colher os frutos do aprendizado e crescimento pessoal que obtivemos nesse ciclo, bem como agradecer as bençãos.” Comenta Flávio.

Roda do Ano

Em resumo é o calendário sazonal da Wicca, formado por um conjunto de oito rituais, chamados de Sabbats, que marcam a passagem das estações do ano de maneira cíclica e representam também as fases da vida. “Para nós, o ano não é uma linha, onde vemos um ponto de partida e outro de chagada, mas um círculo contínuo, repetido e vivenciado.” Finaliza o bruxo.

Mabon na Roda do Ano

De acordo com o sacerdote, Mabon simboliza o momento de maturidade em todos esses ciclos. Agora somos capazes de nos nutrirmos dos resultados de nossos esforços. A energia que estava no exterior, se volta para nós. “O que é simbolizado tanto pelos banquetes, onde ingerimos a essência vital da natureza impregnada nos frutos e grãos da colheita, trazendo-as para dentro, quanto pelo próprio Sol, que lentamente começa a permanecer por menos tempo no céu” indica.

Costumes e tradições

“Antes de mais nada é tempo para celebrar e se reunir com as pessoas amadas para comemorarmos e compartilharmos as coisas boas que existem em na vida.”  Comenta o especialista , acrescentando que por esta razão grande parte das tradições associadas a esse ritual está em  grandes banquetes e refeições ao redor da mesa dos Deuses em alegria. “Eles quem fazem de nós uma comunidade, e é esse espírito de coletividade e união que está enfatizado nessa época.”

Um costume importante desse Sabbat é o de agradecer à Terra por suas dádivas através de libações e oferendas. Além de contemplar o passado, buscar sabedoria e aprender com os mais velhos.

Ritual de Mabon

Confira esses rituais simples que o Bruxo separou e que podem ser feitas para honrar o Sabbat:

  • Preparar uma refeição mágica e partilhar com as pessoas amadas;
  • Acender uma vela laranja para honrarmos o Sol e acolhermos as forças do outono;
  • Honrar e agradecer aos Deuses, abençoando um cálice de vinho em sua homenagem e fazendo libações;
  • Confeccionar um pote de grãos para garantir a prosperidade em nossas vidas.

Bruxaria Solitária: Práticas de Wicca para Guiar o seu Próprio Caminho

O novo livro do Flávio Lopes () ajuda bruxos e bruxas solitários a guiar seu caminho. Em cada capítulo você encontra lições, plano de estudo e práticas para se aprofundar no assunto. O livro, além de rituais, tem mais de 70 exercícios para o desenvolvimento psíquico e espiritual do Bruxo. Os exemplares podem ser encontrados na sessão esotérica das livrarias e no site da editora Alfabeto.

Por Giu Soeiro

Você pode gostar também de Wicca e seus elementos.  Além de  O significado das velas coloridas na Wicca.

 

 

 

Tags Related
You may also like
Comments